CPTM Linha 10 Linha 11 Linha 12 Linha 13 Linha 7 Linha 8 Linha 9

CCR Mobilidade pretende investir R$ 22 bi em 5 concessões na área de mobilidade

Leilão da Linha 5 Lilás CCR
Leilão da Linha 5 (GESP)

No mesmo dia da inauguração da Estação Campo Belo da Linha 5 Lilás, em 8 de abril de 2019, o Grupo CCR realizou o “CCR Day“. De acordo com a CCR o evento é “voltado para investidores e analistas nacionais/estrangeiros que acompanham as ações da companhia no mercado de capitais“. E a CPTM foi bastante citada.

Mais de 400 pessoas participarem do evento, incluindo o Governador João Doria, que comentou sobre a postura do atual governo de acreditar na parceria com a iniciativa privada para o desenvolvimento da infraestrutura no Estado.

Tivemos acesso à apresentação completa e nela notamos que a CCR Mobilidade vê como oportunidade 5 concessões na área de mobilidade, sendo 4 delas em São Paulo. O investimento é da ordem de R$ 22 bilhões.

CCR Mobilidade

Luis Valença é o novo diretor vice-presidente de Negócios da CCR Mobilidade. Ele vai acumular os cargos de presidente da ViaQuatro e ViaMobilidade, que ocupa desde agosto de 2018. A informação foi dada pela Revista Ferroviária na edição de março/abril de 2019.

Confira o que foi apresentado no CCR Day sobre a CCR Mobilidade:

Linha 8 Diamante e 9 Esmeralda da CPTM

Essa concessão já está com os estudos avançados e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) pretende divulgar o edital até o final do ano. De acordo com o Secretário Alexandre Baldy “não é uma promessa. é um compromisso

A CCR pretende investir 3 bilhões na concessão durante os 30 anos de concessão. Pelos dados apresentados existe um potencial de 1.500 mil passageiros/dia. Atualmente são 1.000 mil passageiros/dia.

De acordo com a apresentação, a consulta pública foi autorizada e está sendo aguardada a minuta do edital.

Um detalhe chamou a nossa atenção no slide. Notem que há 3 estações em Projeto na Linha 8 Diamante: Bom Retiro, Pompéia e Água Branca.

A ideia inicial da Estação Água Branca na Linha 8, era para ser um modelo parecido com o da Estação Barra Funda, com integração com a Linha 7 Rubi. Era também cotada para ser estação inicial do Trem Intercidades (TIC) e pelo que foi apresentado temos a confirmação.

Já na Linha 9 Esmeralda a em “projeto” é a Estação João Dias.

Apresentação da CCR Mobilidade no CCR Day - Linha 8 Diamante da CPTM
Detalhe das novas estações da Linha 8
Detalhe das 3 novas estações da Linha 8 Diamante

Linha 7 Rubi da CPTM e TIC até Americana

Sobre a concessão da Linha 7 e do Trem Intercidades já falamos por diversas vezes aqui no Ferroviando como quando o Governador João Doria foi até Brasília.

Também quando o Secretário Alexandre Baldy comentou sobre a Estação Barra Funda ser remodelada para o Trem Intercidades. E sobre o edital do TIC sair ainda em 2019

Em nosso último artigo divulgamos que o Doria em NY apresentou o TIC e a concessão da Linha 7 para investidores internacionais.

Em 21 de maio de 2019, o Vice-Governador Rodrigo Garcia comentou sobre o Trem Intercidades a um grupo de jornalistas do interior do Estado de São Paulo:

“Nós dependíamos do governo federal sobre um aditivo contratual, que sairá agora no mês de julho e era premissa para que o governo pudesse licitar o Trem Intercidades. Já temos um estudo de modelagem avançada, e no final do ano colocaremos o edital de consulta pública para ser avaliado, um projeto de PPP, para que no primeiro semestre do ano que vem o projeto seja licitado. É um projeto de R$ 5 bilhões, mas que faltava o essencial: poder fazer. E agora podemos”

Voltando à apresentação, a CCR pretende investir 7 bilhões na concessão durante os 30 anos de concessão da Linha 7 e no TIC. Pelos dados apresentados existe um potencial de 750 mil passageiros/dia. Atualmente são 500 mil passageiros/dia.

Como dissemos acima, podemos confirmar que a Estação Água Branca será a estação inicial do TIC. Repare na legenda da imagem. Com isso a remodelagem de Barra Funda, conforme link acima, provavelmente foi descartada. Veja que a fonte da informação do slide é o “Governo do Estado de São Paulo“.

Apresentação da CCR no CCR Day Linha 7 CPTM

Linhas 11 Coral, 12 Safira e 13 Jade

Essa proposta de concessão das linhas da CPTM, já havia sido vista em outra apresentação da “CCR 13” em novembro de 2017.

Na época constava que o formulário de Submissão de PPP foi apresentado em 31/10/2017.

Na ata da reunião do Conselho Gestor das Parceiras Públicos Privadas (CGPPP) do dia 1 de novembro de 2018, final da gestão Márcio França, foi publicado no Diário Oficial em 15 de novembro de 2018, o seguinte: “sobre o projeto de concessão das Linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade da CPTM (“Expresso Aeroporto”), os Conselheiros entenderam presentes os motivos que demandam as providências descritas no artigo 33, inciso II, do Decreto Estadual 61.371/2015, sem prejuízo de eventual retomada dos estudos uma vez que equacionados e solucionados os desafios existentes para sua concretização

O artigo 33, inciso II, do Decreto Estadual 61.371/2015, diz “a ausência de manifestação pelos órgãos e entidades da Administração Pública mencionados neste decreto caracterizará falta de interesse, por parte da última, no projeto apresentado.”

Questionamos o Secretário Alexandre Baldy no evento de início das obras da Estação Varginha da Linha 9 Esmeralda em 11 de maio e ele comentou sobre a concessão das Linha 11 Coral, 12 Safira e 13 Jade:

Hoje, nós não estamos mencionando e não estamos analisando a concessão da Linha 11, da Linha 12 e da Linha 13. É um conjunto de linhas que transportam passageiros da Zona Leste da região metropolitana de São Paulo. Nós melhoramos a Linha 11 com investimentos em 99 dias para a realização do todo horário de trabalho da CPTM para que não haja baldeação, a troca do trem, Guaianazes. Nós continuamos investindo na Linha 12 em solapamento de via que ocorrem. Investimentos que são necessários para melhoria da infraestrutura para que a gente consiga também ter qualidade na Linha 11 e na 12. E a Linha 13 que faremos o anúncio dentro dos próximos dias pelo Governador João Doria para que tenhamos o acesso definitivo para o Aeroporto de Guarulhos” – o anuncio foi feito ontem.

Confira o áudio:

Baldy sobre concessão das Linha 11, 12 e 13 da CPTM

Ainda assim o Grupo CCR lista a concessão em sua apresentação.

A CCR pretende investir 4.5 bilhões na concessão – sem duração informada. Pelos dados apresentados existe um potencial de 1.200 mil passageiros/dia. Atualmente são 800 mil passageiros/dia.

Linha 11 12 e 13 CPTM

Linha 10 Turquesa e TIC Santos

Semana passada, em 23 de maio, o Governador João Doria em entrevista coletiva para apresentação de polos de desenvolvimento regional citou o Trem Intercidades até Santos:

também a implantação, na área ferroviária, do ferroanel e das duas linhas já autorizadas pelo Governo Federal, que serão implementadas neste segundo semestre, ligando Santos-São Paulo-Vale do Paraíba, Santos-São Paulo-Região Metropolitana de Campinas até Americana.”

Essa é a concessão que aparentemente é a última da lista. Há poucas informações sobre ela, mesmo na apresentação da CCR. Não há dados de demanda nem de investimento privado. O status dela é “necessidade de PMI para aprofundamento dos estudos“.

Eu pessoalmente acho a ideia do TIC Santos muito interessante, fazendo integração com o VLT. Acredito que a demanda será alta, inclusive aos finais de semana onde pessoas poderiam passear no litoral sem pagar o alto custo de pedágio e gasolina. Além de não pegar trânsito.

Mas até lá tem muito o que ser feito na Linha 10. Como trens novos e as Prefeituras realizarem obras para evitar o alagamento da região que tem impacto direto na faixa de domínio da CPTM.

Trem Intercidades TIC Santos - CPTM
Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

20 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Desculpa mas não é um tanto suspeito só enfatizaram a CCR? Afinal várias outras empresas mostraram interesses por estas linhas, pq o Governo estadual não os enfatiza também fora que aparentemente algumas linhas, como ocorreu na concessão de linhas do metrô, parece que os empresários foram “intimidados” dando espaço a CCR?! Enfim, precisa sim de investimentos apesar que a CPTM tem ótimos trens, tirando a L10, o problema msm é o tempo de espera e viagem de algumas linhas entre outros fatos. Mas esse domínio da CCR no estado tem que ser verificado.

  • CCR Barcas no Rio de Janeiro, não tem nem uniforme para seus funcionários, atualmente estamos 4 anos sem aumento, trabalhando em condições precárias,barcos sem manutenção devidas.
    (Isso a Globo não mostra)
    Uma empresa de bosta

  • CPTM em vias de ser extinta. Depois de 27 anos de muito trabalho para chegarmos ao atual status da malha ferroviária metropolitana, vai ser descartada em favor da CCR. Chega a ser chato ficar batendo na mesma tecla, mas vai haver um grande sucateamento do nosso transporte sobre trilhos nas próximas 3 décadas.

      • Pode ser que não seja, que fique só operando a defasada linha 10 com seus 2100, porque não há interesse privado na linha. Sobre linhas novas, até conheço o projeto da linha 14 Onix, mas o próprio presidente disse que o momento é de melhorar o que já tem e não de se investir em novas linhas. Se é esse o cenário com a empresa transportando 3 milhões de pessoas por dia, imagine quando operar uma única linha com 400 mil pessoas por dia e conhecidamente deficitária.

        • Sim mas lembrando que a malha não pode parar de crescer. veremos mais e mais projetos de linha, assim quando tiver verba os estudos já estão prontos. Acredito que tenha quase 0% de chance da CPTM ser extinta

          • Estudos esses que são ignorados, como no caso dos TIC, pois o estado não tem dinheiro para bancar e a iniciativa privada quer o fácil e rápido, independente da qualidade do serviço. Pode ser que ela sobreviva, mas fique igual a DERSA: fazendo estudos e projetos, até algum governador decidir encerrá-la. Enfim, com ou sem CPTM, não vejo um panorama muito bom daqui pra frente. E pensar que a CCR com esses R$22 bilhões poderia construir uma nova linha, o que beneficiaria de verdade a metrópole. But money talks.

            No mais, parabéns e acima de tudo, obrigado, pelo seu site. Tem informações precisas e completas, é a minha primeira fonte de consulta sobre o transporte metroferroviário.

          • Obrigado! Sinta-se vontade para criticas e elogios. Se a população não cobra, as coisas andam mais devagar

        • Olha só o potencial dessas linhas, principalmente na linha 9! Conheço muita gente que não usa a linha devido ao alto intervalo nos extremos (Osasco), com um bom investimento para redução desse intervalo já se ganharia muitos passageiros!

    • Odair, boa tarde

      Concordo com seu comentário. Se forem conceder linha por linha da CPTM, vai chegar um momento que algum governador não verá sentido de existir a empresa e, assim, a extinguirá. Foi assim com a Flumitrens . A CPTM poderá ter o mesmo destino da Fepasa e RFFSA.

  • É o Estado de São Paulo CCRizando as linhas … Caminhamos para um danoso monopólio privado do transporte sob trilhos, cujo efeito a população sentirá nos próximos anos. Dizer que a “CCR investe” é praticamente uma piada, uma vez que ela somente se aproveita das boas oportunidades de negócio proporcionado pelos governos.

  • Trem de passageiros até a Baixada Santista? Não acredito. O povo quer descer com os seus carros e passear pelas ruas e estradas, a que depender dos horários dos trens e empurrar suas bagagens. Nem motivação para estudo de demanda existe.

    • Você se surpreenderia com os dados de demanda. Sua premissa é que todos tem carro e/ou estão dispostos a pagar mais de 50 reais de pedágio e mais da metade disso em pedágio.

  • Boa trade, so tem uma maneira de isso sai do papal e investimentos , o governo nao quer investir a bom tempo nas ferrovias de trens sendo que elas e necessarias. As linhas estao funcionando. Na epoca de 70 passou tanto tempo e nao tever uma infraestrutura de qualidade entao ta na hora de rever as melhorias das vias ferroviarias que estao precisando de muita atencao na qualidade de transporter , e necessario fazer muitas outras vias ferroviarias devido o clescimento das cidades vizinhas da grande capital paulista o que eu to vendo realmente e preciso ser privatizado realmente que saber sai alguma coisa do papel detro de gavetas esquecidos longos anos

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??