Linha 17 Metrô

Monotrilho da Linha 17 Ouro somente em 2021

Estação Vereador José Diniz da Linha 17 Ouro
Estação Vereador José Diniz

Por mais que o Metrô ainda mantenha o prazo da Linha 17 Ouro como “em reprogramação” em seu relatório de empreendimentos, um aditivo de contrato mostrou que a linha não ficará operacional em 2020 – ao contrário do que foi divulgado pelo Governo.

Foi divulgado hoje o 4º aditivo de contrato da implantação de elevadores e escadas rolantes do trecho prioritário da linha, Jardim Aeroporto – Morumbi (CPTM), incluindo o Pátio Água Espraiada.

O novo prazo de execução de serviços passou para 01 de fevereiro de 2021. Como as estações não são operacionais sem escadas rolantes e elevadores, portanto não teremos nenhuma inauguração antes dessa data.

Vale lembrar também que em maio de 2018, um relatório de empreendimentos foi publicado com previsão de 2021, mas rapidamente foi “corrigido” na época voltando para 2019. Hoje o relatório mostra os prazos como “em reprogramação“.

O impasse na justiça continua com as empresas do Consórcio Monotrilho Integração (CMI), Andrade Gutierrez, CR Almeida querendo sair do contrato. A justiça apesar disso disse que a obra deve continuar até a decisão.

Nesse meio tempo, o consórcio também está trocando a Scomi, responsável pelo material rodante (trens)

E em paralelo a isso tudo, as obras do Pátio Águas Espraiadas e da Estação Morumbi continuam a todo vapor – essa com previsão para outubro de 2019 de acordo com a construtora Camargo Corrêa.

O Governo já se prepara para uma possível nova licitação da Linha 17 Ouro caso a justiça dê ganho de causa ao consórcio – a informação foi dada pelo presidente do Metrô, Silvani Pereira, em reunião com os sites de mobilidade e que o Ferroviando participou.

Com isso o prazo 2021 seria algo a se sonhar….

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

7 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Olá Fernando, tudo bem! Parabéns pelo site e amo o mesmo por causa das informações de qualidade e também por ser entusiasta de transporte sobre trilhos. Na minha opinião, desculpe-me pelo ceticismo, linha 17 Ouro só em 2022 por ser ano eleitoral; sem chance antes disso. O pior é que nada se fala quanto às extensões para Jabaquara e São Paulo Morumbi.

    • Obrigado. A questão judicial é exatamente os outros trechos. O Metrô congelou a emissão da ordem de serviço e assim o consórcio quis reequilibro financeiro porque não faria tudo o que foi contratada. Cabe agora a justiça decidir de autoriza as empresas a saírem do contrato e assim o Metrô ter que relicitar tudo de novo ou quem sabe, na minha opinião, a juíza poderia obrigar o Metrô a retomar tudo e manter as empresas no consórcio. Por isso disse que 2021 seria sonho, pois em uma eventual relicitação, isso poderia ficar para mais de 2023.

  • E nesse período de tempo o governo terá que ficar pagando a Via Mobilidade multa por não ter entregue essa linha no tempo previsto. Uma vergonha isso, dinheiro do povo dado de graça para a iniciativa privada.

  • Fernando

    Não seria melhor ter uma nova licitação, pois as estações estão todas paradas sem operário trabalhando, apenas na estação Morumbi que as obras estão a todo vapor.

    Eu acho que a solução para não ocorrer esses abandono de obras seria melhor fazer licitação de cada estação como foi feito na linha 5 lilás, assim ficaria melhor para executarem as obras,.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??