Linha 17 Metrô

Metrô divulga termo de rescisão unilateral do contrato principal da Linha 17 com o Consórcio Monotrilho Integração

Trecho da Linha 17 Ouro na Marginal Pinheiros sem vigas-trilho (Metrô)
Trecho da Linha 17 Ouro na Marginal Pinheiros sem vigas-trilho (Metrô)

O Metrô divulgou hoje o termo de rescisão unilateral, assinado em 26 de abril de 2019, que rescinde o contrato principal da Linha 17 Ouro com o Consórcio Monotrilho Integração (CMI), formado pelas empresas Andrade Gutierrez, CR Almeida e Scomi.

O objeto desse contrato era de “implantação de um sistema monotrilho, incluindo o projeto, as obras civis, a fabricação, o fornecimento de sistemas e material rodante, contemplando uma frota de 14 trens, para a Linha 17 Ouro

A decisão de rescisão unilateral foi anunciada em final de março, em uma coletiva no Palácio dos Bandeirantes, e que o Ferroviando participou.

Na coletiva o Secretário Baldy disse que nos últimos 2 anos foram feitas várias tratativas para a retomada das obras do monotrilho. Também foram abertos mais de 17 processos administrativos pelo atraso das obras: “a obra não estava com a evolução necessária e decidimos pela rescisão

De acordo com o Metrô, “o consórcio era responsável pelo projeto e implantação das vias, fornecimento de trens e sistema de sinalização do monotrilho da Linha 17-Ouro. As obras de oito estações e do pátio de manobras de trens não fazem parte do contrato objeto de rescisão e continuam em andamento.

Prazos

Nessa coletiva de março de 2019, o Secretário Baldy comentou sobre os prazos: “nosso objetivo é entregar essa obra no nosso governo. No prazo mais curto realizar esta licitação, retomar a obra e entregá-la. É uma expectativa enorme da população. Não queremos mais nenhuma obra paralisada.

Na época questionamos sobre os trechos Paraisópolis (Estação Américo Maurano) e Jabaquara (Estação Jabaquara) e ele reafirma o prazo: “neste momento a decisão está sendo tomada em virtude do trecho 1. Este é o contrato que estava firmado, este é o objeto que está sendo discutido e está é a obra que nós desejamos retomar e concluir no nosso governo”

Em 8 de abril, na inauguração da Estação Campo Belo da Linha 5 Lilás, que fará futuramente integração com a estação homônima da Linha 17 Ouro, o Secretário Baldy disse que a relicitação ocorreria em 120 dias, ou seja, início de agosto de 2019.

Estações do monotrilho

Apesar da relicitação do contrato de vias, sistema de sinalização, portas de plataforma e material rodante (trens) do monotrilho da Linha 17 Ouro, as obras do Pátio Águas Espraiadas e da Estação Morumbi continuam a todo vapor. Quem nos acompanha no Facebook, Twitter e Instagram, está sempre atualizado com a evolução das obras.

Todas estações já estão com as obras brutas concluídas – exceto a Estação Morumbi. Provavelmente será construída em menos de 2 anos. Uma das obras mais rápidas do Metrô atualmente na minha opinião. As obras começaram em fevereiro de 2018 e a previsão é concluí-las em novembro de 2019.

Muito provavelmente o Metrô fará um cronograma reverso com o prazo de entrega do Pátio e entrega/testes dos trens para então emitir a ordem de serviço de acabamento das estações para que tudo seja entregue junto à concessionária ViaMobilidade.

Agora é aguardar ansiosamente pelo novo edital. Espero que as obras tenham um ritmo acelerado. Estaremos de olho!

PS: De olho também na BYD Brasil…..

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

1 comentário

Clique aqui para deixar um comentário

  • Mais uma aventura destes administradores e planejadores liderados pelo PSDB que já estão a 25 anos no poder em SP, na qual especificaram um padrão de composição diferente do monotrilho da Linha 15-Prata.

    Conclusão: A Linha 17-Ouro Scomi não podem utilizar os trens reservas do padrão da Linha 15 Bombardier, pois são de características construtivas diferentes!!!

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??