CPTM Linha 9

Edital da Estação João Dias fica para 1º semestre de 2019

brookfield_towers
Brookfield Towers (Divulgação)

Em junho, solicitamos informações a CPTM via Lei de Acesso a Informação (LAI) sobre o edital da Estação João Dias da Linha 9 Esmeralda. Na época foi dito que o edital sairia em agosto. Questionamos novamente a CPTM via LAI em novembro e hoje recebemos as respostas:

Ferroviando: Qual a nova previsão de publicação do edital?

O Edital de “Chamamento público” se encontra em revisão na CPTM poderá ser publicado no primeiro semestre de 2019.

Ferroviando: A subestação que foi construída ao lado do empreendimento da Brookfield Towers e ao lado do futuro acesso da Estação João Dias será utilizada na Linha 9 Esmeralda?

A subestação mencionada faz parte do empreendimento da Brookfield servindo de alimentação elétrica exclusiva do condomínio.

Ferroviando:  Com essa subestação, não há mais necessidade da construção da subestação Socorro? Ou ela ainda será construída?

A necessidade da nova subestação Socorro deverá ser ratificada em estudo específico de demanda de energia, cujos dados são obtidos através de simulação de circulação de trens na Linha 9. Contudo, não há previsão para conclusão desse estudo.

A Estação

Essa será a 3ª nova estação da Linha 9 Esmeralda. Atualmente está em construção a Estação Varginha e a Estação Mendes-Vila Natal.

A Estação João Dias terá uma demanda estimada de 10.000 (média dos dias úteis) para o ano de 2025, o projeto da estação é bem similar as estações já existentes da Linha 9.

Ela conta com uma entrada dentro do empreendimento da Brookfield e a entrada principal na pista local da Marginal Pinheiros. Aparentemente tem um recuo na pista local da Marginal Pinheiros similar a um kiss&ride. A passarela de acesso a estação está no meio do plataforma assim como o elevador. O mezanino é bem curto de onde as escadas rolantes e fixas partem em direção ao plataforma. Veja mais esses detalhes no render abaixo da Estação João Dias:

estacao-joao-dias-render
Brookfield Towers (divulgação)

Fases de implantação

  1. Remanejamento das interferências
  2. Implantação da rede aérea
  3. Desvio provisório das vias na direção da ciclovia (nota do blog: possível interdição)
  4. Construção da plataforma da estação onde ficavam as vias
  5. Reposicionamento das vias nos eixos definitivos (via sentido Grajaú para posição original e via sentido Osasco fazendo uma leve curva ao redor da estação)

Custos

De acordo com o Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, a incorporadora doou o edital, ou seja, o Governo vai arcar apenas com 30% do investimento. “Grande parta da estação ela é quem vai fazer. A ideia da Estação é dela. Mas temos que publicar um edital para ver se existem outros interessado, então ela manifesta o interesse na doação. Queremos publicar o edital ainda nesse semestre

Reposicionamento provisório das vias para construção da plataforma

 

Disposição final das vias:

 

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

1 comentário

Clique aqui para deixar um comentário

  • Essa estação poderá talvez diminuir um pouco o fluxo de automóveis na região da Ponte Transamérica, pois especialmente nas noites e aos finais de semana com as grandes casas de shows e eventos como o Credicard Hall, Transamérica Expo Center e Teatro Alfa o trânsito fica quase que completamente travado.
    Embora essa futura estação João Dias fique bem mais próxima da casa de shows Tom Brasil, comparando com as demais casas de shows, o impacto na região será muito positivo!

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??