CPTM Linha 1 Linha 10 Linha 11 Linha 13 Linha 4 Linha 7 Metrô

Estação Luz terá novo túnel de integração entre CPTM e Metrô

Estação Luz escadas rolantes e escadas fixas e novo túnel
Estação Luz

Quem circula diariamente pela Estação Luz, sabe como é difícil percorrer o túnel de integração entre as da CPTM e as linhas do Metrô.

A promessa do túnel não é nova. Em 2013, o então Secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que a interligação da CPTM com o Metrô na Estação Luz é um gargalo que precisa ser resolvido e que na época não havia previsão para ser iniciada as obras.

Com a integração com a Linha 4 Amarela inaugurada em 2011 mudanças tiveram que ser feitas e assim a Linha 10 Turquesa deixou de fazer terminal na Estação Luz, passando para o Brás.

Hoje na Estação Luz temos o novo serviço da CPTM “Expresso Aeroporto” da Linha 13 Jade recém inaugurado e a Linha 4 Amarela recém estendida até a Estação São Paulo Morumbi.

Novo Túnel na Estação Luz

Tivemos acesso a informações exclusivas que o projeto executivo do novo túnel foi aprovado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico (UPPH), braço técnico e executivo do CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico.

Consultamos a CPTM que confirmou a informação: “o projeto para a construção de um novo túnel prevendo a ligação entre a CPTM e a Linha 4-Amarela, na Estação da Luz, foi concluído. Contudo, não há previsão de contratação para este ano.

Além do novo túnel, haverá um novo acesso pela Rua Cásper Libero. A obra possibilitará a construção de novas salas técnicas, além de sanitários.

Ele desembocará no segundo saguão. Não é no saguão da bilheteria do Expresso Turístico. Infelizmente não foi possível tirar foto do local.

Mudanças na Estação Luz

Com o túnel, haverá toda uma reformulação do fluxo de passageiros na Estação Luz . Pelo projeto executivo que tivemos acesso na sede da CPTM a Plataforma 2 e 3 terá algumas novidades:

Troca das escadas fixas por rolantes:

Novas escadas fixas e um elevador:

Vale notar que os locais são aproximados com base no que vi do projeto executivo ao consultar o documento na CPTM.

Há ainda outras mudanças relativas a salas técnicas, nova linha de bloqueios, sanitários, e etc. O projeto é bem complexo.

A obra será executada pelo tradicional método de vala a céu aberto (VCA) com posterior reaterro.

Conclusão

A grande dúvida é se realmente o projeto será feito nessa gestão atual da CPTM – espero que sim.

Etiqueta
Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

10 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Outro coisa que deveria se fazer urgentemente seria uma ligação entre Julio Prestes e Luz.

    Depois de feita poderia colocar Julio Prestes como ponto final da Linha Rubi, assim dividindo a demanda entre as duas.
    E por fim Linha 10 de volta a Luz.

  • Por favor gostaria que fizessem uma reportagem sobre a linha 13 jade, ainda está muito ruim os horários que os trens saí do Brás direto para Guarulhos só funciona apartir das 18h05, sendo que os horários de pico começa a partir das 16h, qdo essa situação vai melhorar? Qdo teremos uma condução digna?

  • Fernando , bom dia.
    Ainda bem que temos informações sobre mobilidade vindas de você, pois nos órgãos públicos tudo é projetos sem a previsão de conclusão.
    Trabalhei no gerenciamento e fiscalização da linha 5 lilás do metrô. Não era meu perfil de obra , mas a experiência muito boa e acho a melhor obra a ser realizada profissionalmente.
    Túneis NATM, VCA, VSE, Estações, concreto, instrumentação, etc.

    Abraços,

    Valter Luiz Alves

  • Como alguns colegas consideraram, seria também muito interessante “desenterrarem” a construção do Túnel Luz-Júlio Prestes.

    Numa visão um tanto quanto visionária, pensaria que o ideal seria deixar a Luz como uma estação dos trens metropolitanos e a Júlio Prestes como uma estação para os trens intercidades, com a interligação entre ela via túnel facilitando o acesso. Além disso, uma expansão de ambas com a remoção do pátio de manutenção da Luz ali da região central seria ótimo. A região não deve ser pátio de manutenção; deve ser ponto de partida e chegada dos trens e de grande concentração dos mais diversos ramais. Seria uma ótima forma de valorizar a região central e estas estações, tão fundamentais para o desenvolvimento do Estado de SP.

    Não deixa de ser um sonho possível, mas uma pena que ainda um pouco distante.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??