CPTM Linha 1 Linha 10 Linha 11 Linha 13 Linha 4 Linha 7 Metrô

Estação Luz terá novo túnel de integração entre CPTM e Metrô

Estação Luz escadas rolantes e escadas fixas e novo túnel
Estação Luz

Quem circula diariamente pela Estação Luz, sabe como é difícil percorrer o túnel de integração entre as da CPTM e as linhas do Metrô.

A promessa do túnel não é nova. Em 2013, o então Secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que a interligação da CPTM com o Metrô na Estação Luz é um gargalo que precisa ser resolvido e que na época não havia previsão para ser iniciada as obras.

Com a integração com a Linha 4 Amarela inaugurada em 2011 mudanças tiveram que ser feitas e assim a Linha 10 Turquesa deixou de fazer terminal na Estação Luz, passando para o Brás.

Hoje na Estação Luz temos o novo serviço da CPTM “Expresso Aeroporto” da Linha 13 Jade recém inaugurado e a Linha 4 Amarela recém estendida até a Estação São Paulo Morumbi.

Novo Túnel na Estação Luz

Tivemos acesso a informações exclusivas que o projeto executivo do novo túnel foi aprovado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico (UPPH), braço técnico e executivo do CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico.

Consultamos a CPTM que confirmou a informação: “o projeto para a construção de um novo túnel prevendo a ligação entre a CPTM e a Linha 4-Amarela, na Estação da Luz, foi concluído. Contudo, não há previsão de contratação para este ano.

Além do novo túnel, haverá um novo acesso pela Rua Cásper Libero. A obra possibilitará a construção de novas salas técnicas, além de sanitários.

Ele desembocará no segundo saguão. Não é no saguão da bilheteria do Expresso Turístico. Infelizmente não foi possível tirar foto do local.

Mudanças na Estação Luz

Com o túnel, haverá toda uma reformulação do fluxo de passageiros na Estação Luz . Pelo projeto executivo que tivemos acesso na sede da CPTM a Plataforma 2 e 3 terá algumas novidades:

Troca das escadas fixas por rolantes:

Novas escadas fixas e um elevador:

Vale notar que os locais são aproximados com base no que vi do projeto executivo ao consultar o documento na CPTM.

Há ainda outras mudanças relativas a salas técnicas, nova linha de bloqueios, sanitários, e etc. O projeto é bem complexo.

A obra será executada pelo tradicional método de vala a céu aberto (VCA) com posterior reaterro.

Conclusão

A grande dúvida é se realmente o projeto será feito nessa gestão atual da CPTM – espero que sim.

Etiqueta
Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

17 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Outro coisa que deveria se fazer urgentemente seria uma ligação entre Julio Prestes e Luz.

    Depois de feita poderia colocar Julio Prestes como ponto final da Linha Rubi, assim dividindo a demanda entre as duas.
    E por fim Linha 10 de volta a Luz.

  • Por favor gostaria que fizessem uma reportagem sobre a linha 13 jade, ainda está muito ruim os horários que os trens saí do Brás direto para Guarulhos só funciona apartir das 18h05, sendo que os horários de pico começa a partir das 16h, qdo essa situação vai melhorar? Qdo teremos uma condução digna?

  • Fernando , bom dia.
    Ainda bem que temos informações sobre mobilidade vindas de você, pois nos órgãos públicos tudo é projetos sem a previsão de conclusão.
    Trabalhei no gerenciamento e fiscalização da linha 5 lilás do metrô. Não era meu perfil de obra , mas a experiência muito boa e acho a melhor obra a ser realizada profissionalmente.
    Túneis NATM, VCA, VSE, Estações, concreto, instrumentação, etc.

    Abraços,

    Valter Luiz Alves

  • Como alguns colegas consideraram, seria também muito interessante “desenterrarem” a construção do Túnel Luz-Júlio Prestes.

    Numa visão um tanto quanto visionária, pensaria que o ideal seria deixar a Luz como uma estação dos trens metropolitanos e a Júlio Prestes como uma estação para os trens intercidades, com a interligação entre ela via túnel facilitando o acesso. Além disso, uma expansão de ambas com a remoção do pátio de manutenção da Luz ali da região central seria ótimo. A região não deve ser pátio de manutenção; deve ser ponto de partida e chegada dos trens e de grande concentração dos mais diversos ramais. Seria uma ótima forma de valorizar a região central e estas estações, tão fundamentais para o desenvolvimento do Estado de SP.

    Não deixa de ser um sonho possível, mas uma pena que ainda um pouco distante.

  • Que seja agilizada a construção da estação Bom Retiro e reforma de Água Branca, preferencialmente antes da linha 6-Laranja e 17- Ouro do Metrô.

    Os planos da CPTM de desativar a estação Julio Prestes CPTM em foco-“Estação Júlio Prestes poderá ser fechada”, sob a alegação que esta subutilizada, é mais um capítulo do descaso que se impõem aos usuários de trens suburbanos, faz com que todos tenham prejuízos com esta decisão, porém os usuários da linha 10-Turquesa ABC foram os mais prejudicados.

    Se a estação Júlio Prestes hoje se encontra subutilizada, é porque os planejadores não tiveram a sensibilidade de visualizar que esta estação terminal, só têm condições de receber composições provenientes de Barra Funda / Água Branca, inclusive os planejados trens regionais procedentes de Campinas, Sorocaba, entre outras cidades do interior, e linha 7 procedente de Francisco Morato, for para usar como terminal, porque não se transferiu a linha 7 para Júlio Prestes que fica próxima e esta subutilizada, uma passagem subterrânea poderia interligar estas duas estações com distância semelhante a percorrida pelos usuários da linha 10 até a estação da linha 3 do metro no Brás podendo os usuários terem acesso as linhas 1 e 4 do metro na Luz ?

    A estação da Luz já estava com seu limite esgotado quando teve por um planejamento mal executado a instalação uma estação subterrânea como terminal da linha-4 Amarela do Metro, esta estação do Metro deveria ser na Júlio Prestes, Nova Luz, Agua Branca ou Bom Retiro, jamais na Luz, sem que a estação Nova Luz estivesse concluída, e antes que tentem justificar que os subterrâneos da estação Júlio Prestes esteja tombado, e por isto que a linha-4 Amarela não foi instalada lá, é a mesma situação da estação da Luz.

    A estação Nova Luz que se diziam estar planejada para ficar no lado oposto a Júlio Prestes e ser interligada a ambas é mais uma destas promessas eleitorais que nunca se cumpriram, e o que é mais estranho, é que enquanto querem desativar uma (Júlio Prestes), dizem que querem construir outra com características semelhantes (Nova Luz).

    A estação da Luz é uma estação de característica de passagem, e não terminal, e é um desperdício logístico utilizá-la como esta sendo feito atualmente. .

    O resultado disto é que hoje temos uma estação da Luz super abarrotada e próximo ao caos, enquanto que a duas quadras uma estação as moscas, cujo destino previsto é de uma sala de “N” finalidades porem nenhuma como estação ferroviária de passageiros.

    • Com certeza, falta tirar a CPTM da posição de conforto que se encontra. Algo como se fez com a frota ociosa da serie 8000, 10 composições, 400 milhões de patrimonio que estava por 5 anos sem uso. Mas vamos lá, duas ações que não tem justificativa para não serem adotadas. Linha 11, indo até B.Funda e unificação das linhas 7 e 10, com looping operacional de hora de pico.

  • Vejamos algumas definições básicas de tipos de estações ferroviárias;

    1ª Terminal: Composições não tem prosseguimento no mesmo sentido, expl. Júlio Prestes.
    2ª Passagem: Composições tem prosseguimento no mesmo sentido, expl. Luz.
    3ª Mista: Possuem ambas características de terminal e passagem, expl. Barra Funda e Brás.
    Comparando as baldeações no Brás ou Barra Funda vejamos os dois casos;

    1- Linha dez no Brás, os usuários tem as opções de utilizar os trens suburbanos ou metro numa estação de passagem em que ambos, trens e metro estão lotados em um local de demanda máxima no sentido Barra Funda.

    2º Linha sete na Barra Funda, com possível terminal na Júlio Prestes, os usuários tem as opções de utilizar os trens suburbanos ou metro numa estação de terminal em que ambos, trens e metro estão em uma estação terminal em um local de demanda menor no sentido Luz zona leste, pois estão no contra-fluxo, além de que quando chegassem a Julio Prestes teriam acesso via a uma passagem a ser construída, as linhas 1-Azul e 4-Amarela do metro, num total de três linhas.

    Algumas das últimas áreas periféricas paralelas disponíveis para estações ferroviárias em SP, como o;

    Iª Pátio do Pari;

    IIª Área entre a estação da Luz e Júlio Prestes no antigo moinho desativado ( Bom Retiro), e recentemente demolido;

    IIIª Priorizar a execução do projeto da Nova estação da Luz, integrando com a Júlio Prestes, que hoje esta subutilizada com previsão de encerramento como estação ferroviária;

    IVª Cercanias da estação da Mooca até a Av. do Estado na antiga engarrafadora de bebidas desativada no município de São Paulo;

    Vª Prolongamentos de plataformas na Estação da Luz, nos locais não tombados;

    VIª Unificação das linhas 7 e 10, ou seja, exatamente como era em passado recente e que nunca deveria ter mudado, utilizando composições mais potentes, para finalizar a alegação que a potência das composições atuais da linha 10 não é possível vencer a inclinação de linha 7, ou seja, exatamente do mesmo tipo das que são utilizadas hoje da Luz até Francisco Morato, com a aquisição de algumas unidades complementares as existentes;

    VIIª Existe hoje entre as estações do Brás até Mauá uma linha ociosa que no passado foi utilizada como linha expressa com paradas na Luz, Brás, S Caetano, Sto André e Mauá.

    O expresso ABC, é uma outra farsa eleitoreira que se promete no futuro chegar a Luz (que já existiu, e hoje esta suprimido) sem detalhar como será executado, e já tem até um prefeito em SBC, posando em cartaz como pai desta criança que ainda nem foi concebida.

    Uma vez que fica demonstrado tecnicamente ser esta uma decisão arbitrária devemos sim, levar em conta o lado político na escolha da linha a ser retirada, pois na região do ABC são municípios independentes e seus eleitores não votam na capital, e um histórico de bom comportamento em relação a outras linhas, o que é confundido como usuários satisfeitos.

  • boa tarde fernando …sou morador do bom retiro divisa com a barra funda ….e acompanhamos com entusiamo que ela vai enfim ser concedida essa linha ….julio prestes itapevi …vc acha que sai dessa vez a estacao bom retiro …? e muito obrigado e parabens pelo trabalho

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??