Linha 15 Metrô

Empresas internacionais pedem o adiamento do leilão da Linha 15

Frota M Linha 15 Prata
Monotrilho Frota M (GESP)

Recentemente noticiamos que a concessão da Linha 15 Prata havia sido postergada em 1 mês, para 31 de julho. Agora, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM) adia novamente o leilão. A nova data da aberturas dos envelopes ficou para 22 de novembro de 2018.

A informação do adiamento foi publicada no Diário Oficial de 30 de junho. Lembrando que essa alteração de data está prevista no edital no item 19.4

Contatamos a STM para saber o motivo do novo adiamento e recebemos a seguinte nota:

“A Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) informa que adiou para 22 de novembro o leilão de concessão da linha 15-Prata de monotrilho. O certame foi postergado em mais 120 dias a pedido de empresas nacionais e internacionais do setor interessadas em participar da concorrência, que afirmam ser necessário mais tempo para preparar a documentação exigida na licitação.

O objetivo é conceder à iniciativa privada a operação e manutenção da linha 15 pelo período de 20 anos. O valor do contrato é estimado em R$ 4,5 bilhões. O edital da licitação está disponível no portal www.stm.sp.gov.br. O leilão será realizado na sede da B3 (antiga BM&FBOVESPA), no centro da capital. O lance mínimo para outorga é de R$ 153,3 milhões. O critério de julgamento será o de maior valor oferecido, em moeda corrente nacional, pela outorga fixa da concessão. 

Para ampliar a concorrência a licitação é feita na modalidade internacional. Todos os integrantes dos consórcios que formam as Sociedades para Propósitos Específicos (SPEs) que atuam na área metroviária são dotadas de competência para participar. 

Com tecnologia de monotrilho, a linha 15-Prata, funciona desde agosto de 2014 entre as estações Vila Prudente e Oratório, ao longo de 2,9 km, contando com o pátio de manobra. Em abril foram entregues mais 5,5 quilômetros com as estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. Em julho será aberta a estação Jardim Planalto e em setembro devem ser inauguradas as estações Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus. A última estação será a Jardim Colonial, prevista para março de 2021. Ao todo, o Governo do Estado investe R$ 5,2 bilhões.”

Operação Integral

Inauguradas em 6 de abril, as 4 estações da Linha 15 (São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstoi e Vila União) que hoje estão em operação assistida, iniciarão a operação integral juntamente com a inauguração da operação assistida da Estação Jardim Planalto.

Recentemente também a União liberou um empréstimo de R$ 250 milhões para finalização das obras da Linha 15.

Concessão

Se for similar ao leilão da Linha 5-Lilás, serão 120 dias de transição. Sem contar o prazo de assinatura do contrato que na Linha 5 demorou 3 meses. Portanto a concessionária ganhadora do leilão, provavelmente iniciará a operação da linha somente no 3º trimestre de 2019 , ou seja, entre julho e setembro, quase 1 ano depois da planejada inauguração do trecho até São Mateus em setembro

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

1 comentário

Clique aqui para deixar um comentário

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??