CPTM Linha 9

CPTM inicia obras dos viadutos da extensão da Linha 9 até Varginha

estacao-varginha
Estação Varginha (Oficina do Desenho)

Após 3 meses da liberação de R$ 25 milhões pelo Ministério das Cidades em abril de 2018, as obras de construção dos viadutos rodoviários da extensão da Linha 9 Esmeralda da CPTM até Varginha foram de fato iniciadas.

A extensão de 4,5 km pretende adicionar 110 mil pessoas à linha com a Estação Varginha e a Estação Mendes.

As estações terão todos os itens de acessibilidade, como rota podotátil, banheiros adaptados, comunicação em braile, elevador, rampas e escadas rolantes e bicicletários para maior comodidade dos usuários.

Em abril o Ministério havia autorizado o início da construção dos viadutos e a CPTM havia assinado a ordem de serviço. Mas entre autorizar e de fato iniciar a obra tem muito trabalho de prancheta:

  • Estudo de implantação do canteiro
  • Planejamento dos serviços
  • Entrega de documentação básica necessária
  • Planos de trabalho para desenvolvimento das obras, de segurança do trabalho e de meio ambiente e suas respectivas licenças obrigatórias.

Somente após todas essas etapas é que o canteiro de obras é instalado. A previsão do governo na época era a instalação entre julho e agosto.

Esses viadutos farão a transposição da via férrea no trecho de 4,5 quilômetros facilitando o tráfego de pedestres e de veículos na região. Além disso há uma maior garantia da segurança da operação ferroviária.

O mês de agosto chegou e o Ferroviando teve acesso a imagens exclusivas do Lote 2 dos viadutos rodoviários que mostram que a instalação dos canteiros realmente começou:

extensao-varginha-lote_2_3
Recebimento de materiais para execução do canteiro de obras

A obra

Parece simples apenas colocar os trilhos e sair operando né?

Não, nem um pouco. Há muitas OAE (obras de artes especiais) que precisam ser feitas. Veja no detalhe o que precisa ser feito. Imagem retirada de um requerimento de informação do site da Assembléia Legislativa.

extensao-L9

extensao-L9-2

Tipos de passagem

Conforme imagem acima há varias passagens inferiores que precisam ser feitas. Abaixo explico o conceito delas:

  • Passagem de nível (PN): cruzamento ao mesmo nível entre uma ferrovia e rua/avenida.
  • Passagem inferior (PI): quando o trânsito de pedestres e/ou veículos é feito por baixo da linha férrea
  • Passagem superior (PS): quando o trânsito de pedestres e/ou veículos é feito por cima da linha férrea

Detalhe importante: a classificação é para vias de veículos não férreos e sempre em relação à linha de trem na superfície. O viaduto estaiado da Linha 13 Jade não é classificado como PS por exemplo pois a via férrea que é elevada.

As PN são um dos motivos de velocidade reduzida nas linhas da CPTM. A imprudência dos pedestres e motoristas continua sendo a principal causa de acidentes ferroviários. Na CPTM há projetos para convertê-las em passagens inferiores ou superiores dependendo do local.

Contratos

Em dezembro de 2016 foi concluída a primeira fase das obras de extensão da Linha 9 com os recursos financeiros do Governo do Estado.

A segunda fase do empreendimento com fonte de recursos majoritariamente do Governo Federal, dentro do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) vem sendo relicitados pois o modelo de licitação não foi aceito pelo Governo Federal. Com isso a verba não foi repassada. Por isso obras iniciadas em 2013 tiveram que ser paradas.

A maioria dos contratos já foram retomados. Segue atualização de cada um abaixo:

  • Sistemas de sinalização e telecomunicações: inicio  das obras em novembro de 2017
  • Centro de Controle Operacional (CCO):  inicio  das obras em novembro de 2017
  • Reforço da rede aérea Jurubatuba-Grajaú: início das obras em janeiro de 2018
  • Supervisão de sinalização e telecomunicações: início das obras abril de 2018
  • Implantação suprimento de energia: início das obras em agosto de 2018
  • Supervisão de energia: início das obras em agosto de 2018
  • Implantação de viadutos rodoviários – Lote 1: montagem canteiro de obras em agosto 2018
  • Implantação de viadutos rodoviários – Lote 2: montagem do canteiro de obras em agosto 2018
  • Complementação das obras civis – Lote 1: previsão assinatura do contrato: setembro de 2018
  • Complementação das obras civis – Lote 2: previsão de publicação do edital para agosto de 2018.

Só veremos obras das estações em si após o início desses dois últimos contratos.

Conclusão

Novamente o financiamento de obras ferroviárias esbarram na burocracia. A obra já poderia estar pronta não fosse isso. Talvez esse seja o principal entrave para a expansão ferroviária atualmente.

Agora outra grande questão é: será que a integração atual da Estação Santo Amaro aguenta mais 110 mil passageiros? A previsão de conclusão das obras da Extensão da Linha 9 é final de 2019.

É bom que a Via Mobilidade corra para terminar a reforma da estação. Um detalhe do contrato da concessão da Linha 5: a obra da reforma tem que ser finalizada EM ATÉ 42 meses da assinatura do contrato.

Portanto pode muito bem terminar até final de 2019 e não final de 2021, o prazo máximo.

Tem fotos de obras da CPTM ou do Metrô? Contate-nos pelo formulário de contato do menu.

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

8 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Fernando, seu artigo como sempre muito bem explicativo e detalhado, mas eu ainda estou com algumas dúvidas: Não existe nenhuma possibilidade da via férrea e a via dos automóveis (Assim como a via de pedestres) serem do mesmo nível, correto? Eu não acho prudente que a expansão da linha 9 Esmeralda até Varginha tenha cancelas e agentes para controlar o trafego, pois sou morador da região e o fluxo de automóveis é realmente intenso por aqui! Acho que o mais prudente seria que a via férrea fosse exclusiva sem nenhuma intromissão dos carros ou dos pedestres. Seja ela elevada por viadutos ou subterrânea por túneis acho que para segurança de todos e otimização do tempo de percurso de viagem seria uma opção muito melhor!
    Parabéns e obrigado por mais este excelente artigo!
    Abraços

    • Obrigado André. Se reparar no diagrama, verá que serão todas passagens inferiores e/ou viadutos. Ou seja, não haverá cancelas na Linha 9. Seria um crime fazer passagem em nível (trem e carros no mesmo nível) na Linha 9.

      • Fernando, você tem razão, pois seria realmente um crime se as vias fossem no mesmo nível! Fico mais tranquilo agora depois de analisar melhor o diagrama recomendado por você!!
        Obrigado por sua gentileza e atenção!!
        Abraços

  • Excelente artigo, sou morador do Condomínio Palmares e acompanho com tristeza o impasse dessa obra. Diariamente vejo da janela do meu apartamento o esqueleto da estacao mendes e torco que realmente seja concluida ate o fim de 2019, salvo se algum politico sem escrúpulos intervir.

  • Ninguém me convence que é burocracia, mora nessa região desde que nasci o correto era ter entregue essas estações funcionando à 25 anos atrás. Mas sei bem o que é isso”CORRUPÇÃO “

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??