CPTM Linha 5 Linha 9 Metrô

A futura integração da CPTM com o Metrô na Estação Santo Amaro

Superlotação da Estação Santo Amaro (Fernando Galfo)
Superlotação da Estação Santo Amaro (Fernando Galfo)

Talvez mais famosa que a integração da Linha 2-Verde com a Linha 4-Amarela, a integração da Linha 5-Lilás do Metrô com a Linha 9-Esmeralda da CPTM na Estação Santo Amaro é possivelmente uma das mais problemáticas atualmente. E a que causa mais más lembranças a passageiros que já tiveram que enfrentá-la.

As situações de lotação extrema tem impacto direto no intervalo entre os trens pois o mezanino da estação chega a ficar intransitável.

O procedimento da CPTM é desligar as escadas rolantes para evitar acidentes e a plataforma fica lotada. Como os trens também não param de chegar, o Centro de Controle Operacional (CCO) da CPTM aumenta o intervalo dos trens reduzindo a velocidade no trecho e mantendo o trem mais tempo parado na plataforma. Faz mais sentido agora o porque disso tudo?

Intransitável

Veja o caos que fica a estação no horário de pico da tarde. Reparem que o mezanino está lotado do extremo esquerdo até o extremo direito da foto.

Clique nas imagens para ver em tamanho maior:

Hoje essa situação degradante ocorre por causa da péssima integração entre as Estações da Linha 5 e Linha 9. Na passarela de integração existem salas operacionais da CPTM e uma escada fixa para uso exclusivo da equipe de operação da CPTM para acesso a plataforma. Ambos atrapalham muito o deslocamento.

Veja no detalhe em vermelho o local das salas. Reparem como o mezanino da CPTM é largo. A necessidade das salas operacionais e a estrutura estreita da passarela (à direita) causam um grande afunilamento.

Salas operacionais CPTM
Salas operacionais CPTM

Em conversa com um funcionário da estação da CPTM, já foram feitos diversos estudos e tentativas para amenizar o problema. Mas nada resolveu definitivamente o problema.

Somente alargando o mezanino e a passarela ao máximo – usando toda a largura disponível da estação da CPTM – que o problema será solucionado, em tese.

Linha 5 Lilás

Sim, a inauguração completa da Linha 5 Lilás integrando com as Linhas 1-Azul e 2-Verde, vai mudar essa situação. Mas não da forma como vocês imaginam.

Basicamente terá o mesmo fluxo atual de pessoas – ou até mais – mas no sentido contrário.

Hoje no pico da tarde, o fluxo maior é da Linha 9 para a Linha 5. Com a inauguração, muito provavelmente terá a inversão do fluxo, ou seja, da Linha 5 para a Linha 9. Similar com a Estação Pinheiros da Linha 4-Amarela.

Muitos usuários irão preferir usar a Linha 5 do que a Linha 4 – com a profunda integração em Pinheiros – com a Linha 9 com intervalo mais alto em relação ao Metrô.

A integração futura

O blog teve acesso ao projeto básico da nova integração da Estação Santo Amaro. A execução ficará a cargo da Via Mobilidade, que ganhou o leilão da concessão das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro em janeiro. A reforma da integração será uma das contrapartidas previstas em contrato.

Prazos:

  • Apresentar o cronograma do projeto até outubro de 2019 (18 meses após a assinatura do contrato)
  • Terminar a obra em até outubro de 2021 (42 meses após a assinatura do contrato)

De acordo com o anexo de penalidades do contrato, a Via Mobilidade terá que pagar uma multa de R$ 200 mil se “atrasar os marcos de término das obras de requalificação e adequação

Veja algumas imagens do projeto básico abaixo. Para os arquitetos: será feita com viga Vierendeel. Cada plataforma, terá quatro escadas rolantes adicionais.

Nova integração Linhas 5 e 9
Detalhe das novas escadas rolantes (Metrô)

Clique para ver em tamanho maior:

Mudanças na área da CPTM e do Metrô

Analisando o projeto pudemos destacar as principais, senão, todas mudanças:

  • Remoção dos bloqueios atuais da CPTM
  • Substituição de uma das escadas fixas por escadas rolantes
  • Novas escadas fixas no local onde atualmente são os banheiros da plataforma (após o jardim da plataforma)
  • Bloqueios de contagem será na divisa da integração entre CPTM e Metrô
  • Ampliação da passarela para instalação do 18 (DEZOITO) bloqueios conforme item anterior
  • Reposicionamento dos bloqueios e da bilheteria da CPTM para a plataforma da Marginal Pinheiros
  • Reposicionamento das salas operacionais para o lado sul da plataforma (precisará de uma nova laje)
  • Reposicionamento dos sanitários para o lado sul da plataforma (abaixo do novo local das salas operacionais)
  • Dois elevadores de acesso à plataforma da Linha 5 pelo mezanino do Metrô
  • Plataformas auxiliares nos dois lados da Estação do Metrô com acessos a plataforma existente em toda sua extensão.

Clique nas imagens para ver o projeto básico em tamanho maior. Destacamos em vermelho as mudanças:

Aqui vemos algumas imagens dos locais que terão alterações. Explicações nas legendas das fotos.

Conclusão

Acredito que 2021 é um prazo muito longo para ter essa reforma pronta. Espero encarecidamente que a Via Mobilidade termine muito antes do que isso.

Resta saber também qual será o impacto da obra na operação, afinal se hoje já está ruim, é impensável ficar pior, por isso a necessidade de começar e terminar rápido.

Afinal a iniciativa privada tem a grande vantagem do rápido processo de contratação.

PS: Se você leu até aqui, muito obrigado! O texto ficou meio longo (quase mil palavras) mas não pude deixar de explicar com detalhes e fotos essa que vai ser uma obra/reforma há muito tempo esperada.

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

36 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Matéria ótima, Fernando.
    Só quem passo todos os dias por estes acesso sabem o quão complicado são.
    Também espero encarecidamente que a finalização seja concluída o quando antes.

  • Parabéns pelo sua dedicação em manter a população informada. Já penei muito nesta estação de Santo Amaro. Hoje moro no interior, mas fico atento a todas as informações sobre o transporte público da grande população dessa região.

  • Fernando, como sempre excelente matéria. Apesar de não comentar muito como outros, acesso o site diariamente e acho que o tamanho desta em específico está bom, pois tem mais detalhes e prefiro assim. Assim como você espero que concluam essa obra antes do prazo, diferente do que o governo do estado faz atualmente.

    Parabéns pelas excelentes matérias com muitas fotos e ilustrações.

  • Parabéns pelo texto! Só quem utiliza o transporte público sabe como que funciona e onde o “sapato” aperta. Se todos (inclusive os engenheiros e projetistas), utilizassem o transporte público EM HORÁRIO DE PICO principalmente e não somente para inauguração, tenho certeza de que não seriam projetados do jeito que são hoje em dia. Pego como exemplo, além de toda a malha ferroviária má distribuída, os trens e os ônibus. Como as pessoas conseguirão alcançar a estrutura de apoio com mais de 1,70m em relação ao piso do ônibus? Corredores internos dos ônibus muito estreitos. A maioria parece que foram projetados para passageiros sentados. Esqueceram-se dos que vão em pé! Corredores extremamente estreitos com a estrutura de apoio muito altas e distantes, impossibilitando de quem está em pé no corredor de se segurarem nelas! Essa última é para os trens também. Utilizo a linha 9 Esmeralda, Grajaú – Pinheiros, utilizo a linha 4 Amarela e também a linha 2 Verde. A CPTM é a pior delas! A mais largada e abandonada. No Grajaú está um abandono total! Após às 18h é uma festa de vendedores ambulantes na estação, parece uma feira livre, literalmente! Ficam aos berros vendendo suas bugigangas. Na rampa de acesso à Av. Dona Belmira Marin (que cansei de reclamar), sempre falta iluminação e há usuários de drogas! Todo santo dia às 06:30 quando subo a rampa, o mesmo cara está lá baforando seu baseado tranquilamente! De tanto que reclamei, colocaram uma guarita na parte de cima da rampa. Como resultado, a guarita vazia acabou facilitando o uso de entorpecentes, pois os usuários faziam uso das substâncias de dentro da guarita. Reclamei mais uma vez e acabaram por tirar a guarita da rampa. Agora não há guarita, nem segurança e às vezes contamos com a sorte de ter iluminação e também de não ser roubado, ou coisa pior.

    • Obrigado! Sinceramente falando não é culpa são dos projetistas afinal eles fazem um trabalho bem feito. O problema é que com a escassez de recursos, os Governantes pedem para “baratear” o projeto, então os técnicos são obrigados a mudar o projeto original para entrar no orçamento. Claro que projetos ruins também mas no geral os projetos são bem feitos. Sobre os outros pontos, a denúncia a imprensa é sempre a melhor solução.

  • 2021 e muito tempo para entregar uma obra de tamanha urgencia. Realmente nao somos um pais serio,tem linha q se iniciou em 2004 e ainda nao ta pronta e ainda depois concedem a preco de banana e a bucha sobra para populacao. Obras da estacao Sto Amaro 2025,extensao ate Taboao da Serra nem acredito q saia um dia!!!!

  • Prezado Fernando boa noite!
    Li o seu blog a respeito do problema da Estação Santo Amaro, mas só por curiosidade, esta situação já não estava prevista nos estudos da implantação da Linha 5?
    Grato
    Olivaldo Oliveira

  • Muito bem feita essa matéria, eu não entendo nada de engenharia mais ja estava prevendo que com o fluxo maior de passageiros no sentido contrário ai causar grandes transtornos…

  • Olá, Fernando! Não conhecia esse Blog, mas conheço suas excelentes contribuições no Blog MetrôCPTM do Ricardo Meyer! Muito bem elaborado este seu artigo. Meus parabéns!! A partir de agora te acompanharei por aqui também no Blog Ferroviando!!
    Abraços

  • Fernando, bom trabalho apresentado. Sou entusiasta pelo transporte e, principalmente pelo ferroviário. Torço pela “re-implantação” dos trens de passageiros, agora chamados de “regionais” e/ou “intercidades”, tanto faz, para a mobilidade entre as nossas cidades. Se possível traga-nos notícias a respeito. Parabéns!

  • Parabéns pela explicação, sabemos que a estação é tombada pela prefeitura de São Paulo, mais será que não seria mais útil criar uma nova plataforma ao menos sentido Grajaú (Varginha) apenas para o desembarque, deixando plataforma central apenas embarque em ambos sentidos. Lembrando que após a expansão da linha lilás, diminuirá bastante o fluxo sentido Pinheiros, ficando restrito apenas a usuários da linha 9 e sentido Osasco, já que os usuários sentido centro/norte/sul/abc vão preferir seguir viagem direto sentido chácara Klabin e Santa Cruz.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??