CPTM VLT

Rodrigo Garcia vai de trem até Santos e diz que VLT pode ser substituído por BRT

VLT Santos (GESP)

Depois da imensa repercussão da viagem de teste da CPTM até Santos, O Vice-Governador Rodrigo Garcia e o Secretário de Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy, fizeram hoje uma viagem de trem até Santos, pela serra cremalheira utilizando um trem de passageiros do Expresso Turístico da CPTM

Em entrevista coletiva o vice-governador e secretário de governo disse:

O Governador Doria pediu que eu viesse aqui (Baixada Santista), para olhar de maneira integrada os modais para ligar Santos com a capital. Nós temos aqui um investimento do VLT feito, o investimento vai continuar. Vamos estudar com as outras cidades da baixada a continuidade do VLT, talvez com outro modal, para Praia Grande, Itanhaém, Peruíbe. E a ligação com a capital de maneira integrada com a Baixada. Nada como você fazer a viagem, de ver os desafios que nós temos que enfrentar, para tornar isso viável. E no médio prazo dar uma notícia aqui para a Baixa Santista

Quanto questionado do transporte de passageiros vs. turismo o vice-governador fala:

Você tem várias pesquisas que devem ser feitas para avaliar a viabilidade. A questão turística é o primeiro passo. Começar a utilizar esse trem como turismo aos finais de semana e ao longo do tempo avaliar o desejo de viagem dos santistas até a capital e da capital até aqui a Baixada. Acho que esse é um passo importante que nós damos ao lado da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, da CPTM, da EMTU, fazer esse planejamento integrado. Corrigir eventualmente determinadas decisões que foram tomadas no passado mas que hoje já não se viabilizam pelo contexto econômico do Brasil e pela demanda que nós temos na Baixada e dar uma resposta verdadeira e definitiva a população. Existem projetos que são de curto prazo e existem projetos que são de médio prazo. E o melhor projeto é aquele que sai do papel, que atende a população de maneira mais rápida e é por isso que estamos aqui a pedido do Governador João Doria. Junto com as forças da cidade, os técnicos, poder estabelecer um planejamento com começo, meio e fim e que se torne realidade

E cita uma nova possível mudança de modal na gestão João Doria: “a prioridade agora é a continuidade do VLT, talvez com outros modais. E avaliar como é que ele pode se encaixar com o trem turístico. O tempo é sempre o mais curto possível para que possamos atender a expectativa da população

O repórter pergunta se o BRT ganha força na região e o vice-governador, fala algo que lembra muito o monotrilho da Linha 18 Bronze:

nós temos que buscar o modal que atenda a população e que seja factível do ponto de vista econômico. O prefeito mesmo da Praia Grande defende algumas mudanças de traçado, defende a mudança do modal e é para isso que estamos indo ao CCO da EMTU para juntos estabelecer esse estudos que os técnicos vão nos mostrar, rapidamente, qual o melhor caminho a ser seguido

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

12 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

    • Também tenho nojo em relação a esse lixo de modal, corredor de ônibus com nome mais bonitinho, típico engana trouxa. Esse lixo não deveria nem ser cogitado como solução de transporte.

    • Gnt , se bobear eles vão fazer um BRT no TIC . O governo que ama BRT ….
      Ta de brincadeira neh …. Aki jo ABC ja querem empurrar de qualquer maneira isso , agora na baixada tbm …. Será que o que eh visto no BRT do Rio não serve de nada !?!?!

  • BRT na baixada?
    Fazem de não sabidos que ônibus a baixada já tem. A baixada precisa estender o VLT, isso sim.
    Principalmente agora que se aproxima a inauguração do aeroporto de Vicente de Carvalho.
    Imagina uma família saindo de BSB para aproveitar o feriadão prolongado, por exemplo, num 737-MAX 8, pousando em Guarujá para poder desfrutar de todas as cidades da baixada (Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande) porque há um VLT que facilita o vai e vem entre essas cidades.
    Vejam o potencial econômico que há num projeto VLT que cruze toda a região.
    Faça BRT, nunca mais ganha voto algum dos eleitores da baixada. Pensam em futuras candidaturas? Pois bem, com BRT elas irão direto pra lata do lixo da política paulista.

  • O nosso “amado” governador deve ter muitos interesses por trás dessa porcaria de BRT, já basta a safadeza que irão fazer no ABC, agora querem fazer o mesmo na baixada. Muito,mas muito estranho mesmo.

    • Brasil não é pra iniciantes, único lugar do mundo que você tem um projeto com estudos e toda parte executiva quase pronta e você decide mudar de modal, além de beneficiar esse “modal inovador” em qualquer decisão, so não ve quem não quer.

  • BRT?? Esse desgoverninho vagabundo FDP só pode estar de sacanagem com o povo com esse lixo de transporte de média capacidade, como se não bastasse, querendo fazer a mesma burrice de copiar os BRT do Rio de Janeiro capital! Espera-se que toda a população vá para às ruas neste domingo também!

  • Um ponto muito importante que está sendo desprezado é a comparação entre a CAPACIDADE DE TRANSPORTE no CORREDOR a ser utilizado por cada um dos modais.

    1 – MONOTRILHO = 342 mil passageiros “MAIS” a capacidade atual do CORREDOR;
    2 – BRT = 115 mil passageiros “MENOS” a capacidade atual do corredor.

    A comparação de custos. tempo de construção e benefícios por passageiros transportados, deveria ter por base essa comparação do CORREDOR e não somente a capacidade de cada modal.

  • Sempre é importante a troca e informações com os prefeitos da Região que conhecem bem as demandaas de suas cidades. Com o advento do aerodromo do Guaruja para operação tregular de passgeiros e o futuro Porto Seco (Aeroporto de Cargas de Praia Grande), é importante que se pense também na necessidade de que a médio prazo se fará presente de transporte de cargas pelas cidades da baixada, indo de Santos e chegando até o litoral sul.

  • A verdade é que Dória quer ser presidente. Para isso precisa fazer coisas visíveis em tempo hábil. Por isso essa predileção em BRT. Só que rapidamente esse modal ficará saturado. E aí mais dinheiro pra trocar de modal

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??