Linha 19 Metrô

Metrô licitará projetos da Linha 19 Celeste até o fim de 2019

Túnel na cor da Linha 19 Celeste

Com previsão de demanda diária de mais de 1 milhão de usuários, 26 km de extensão e 26 estações, a futura Linha 19 Celeste irá ligar Guarulhos na região de Bosque Maia até Campo Belo na zona sul de São Paulo.

A Linha 19 entrou oficialmente para a lista das próximas linhas do Metrô – após as que estão em processo de construção ou início de construção, como os monotrilhos Linha 17 Ouro e 15 Prata, Linha 2 Verde e Linha 6 Laranja. Será mais uma obra de expansão do Metrô para acompanharmos.

Com isso, a linha atenderá a grande demanda pendular entre Guarulhos e São Paulo que hoje é feita por ônibus da EMTU e transporte individual. Existe uma expressiva demanda reprimida por transporte de alta capacidade que será suprida pela nova linha. A previsão do Metrô é que o trecho completo da linha seja percorrido em 43 minutos.

De acordo com informações obtidas pela lei de acesso à informação (LAI), no orçamento de 2019, o Metrô pretende investir R$ 50 milhões para projeto básico e R$ 700 mil para o projeto funcional avançado. O investimento total da linha tem um custo estimado de mais de R$ 23 bilhões. A ideia do Metrô é que nos projetos funcionais também seja contratado as sondagens preliminares.

Com a aprovação do orçamento de 2019 essa madrugada, cabe agora o Metrô fazer as contratações até o final de 2019 com a verba disponível – lembrando que o orçamento ainda precisa passar pela sanção do governador.

Projeto Funcional

Recebo muitas perguntas e aqui deixo uma explicação bem detalhada do que consta em um projeto funcional:

  • Alternativas de traçado: locais onde a linha passará e possíveis integrações
  • Caracterização da área estudo: área de influência direta e indireta detalhando assuntos sobre população, empregos, uso do solo, características físicas, patrimônio histórico, estudo de interferências, estudo de áreas contaminadas.
  • Escolha da alternativa que melhor cumpre as funções de rede.
  • Detalhamento da alternativa recomendada: tamanho de plataformas, quantidade de escadas, bloqueios, frota, headway, estratégias operacionais.
  • Pátio e todo seu dimensionamento básico.
  • Estudo de reorganização do transporte coletivo: proposta de reorganização a ser implantada pelas Prefeituras
  • Estudos complementares: potencial de adensamento e redesenho do entorno das estações, intervenções, empreendimentos associados
  • Síntese do projeto funcional, relatório de divulgação e vídeo de divulgação.

Integrações da Linha 19 Celeste

A ideia é fazer a linha em 2 fases sendo a primeira entre Bosque Maia e Praça da Bandeira e terá as seguintes integrações:

  • Linha 1-Azul, na Estação São Bento
  • Linha 3-Vermelha, na Estação Praça da Bandeira

Posteriormente será feito o trecho até Campo Belo que terá as seguintes integrações. Não são todas definitivas, temos informações que pelo menos uma delas abaixo está rendo reavaliada.

  • Linha 2-Verde, nas Estações Brigadeiro e Dutra (futura)
  • Linha 5-Lilás, na Estação Campo Belo (em obras)
  • Linha 6-Laranja, na Estação Bela Vista (futura)
  • Linha 11-Coral da CPTM, na Estação Pari
  • Linha 17-Ouro, na Estação Campo Belo (futura)
  • Linha 20-Rosa, na Estação Hélio Pelegrino (futura)

No transporte sobre pneus terá as seguintes integrações:

  • EMTU: Corredor Guarulhos – Tucuruvi, na Estação Dutra (futura)
  • Corredor Santo Amaro–9 de Julho, nas Estações: Jesuíno Maciel, Cardoso de Melo, Hélio Pelegrino e Praça da Bandeira

Conclusão

Enfim teremos Metrô em Guarulhos mas não fiquem muito animados. Uma linha de Metrô, desde o seu anúncio oficial até a inauguração são pelo menos 7 anos.

Essa informação foi dada pelo presidente do Metrô Paulo Menezes na 2º Fórum de Mobilidade Urbana realizado pela Folha em janeiro desse ano:

“Não tem como fazer uma linha de metrô com menos de sete anos em São Paulo. Só para a desapropriação leva cerca de um ano e isso impacta os valores orçados. Não se consegue tirar uma licença ambiental com menos de um ano também.”

Esperamos que esse novo governo estadual agilize a emissão das licenças e toda burocracia que envolve uma contratação e construção de novas linhas de Metrô

Etiqueta

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

29 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Não entendi a integração com a Linha 11 na segunda fase… Então a implementação dessa linha poderá seguir o modelo da L4, com estações intermediárias entregues em fases posteriores?

    • A integração em Pari depende de projeto ainda a ser elaborado. Sobre estações intermediárias acredito que vai depender da disponibilidade de verba. Na Linha 4 foi esse o motivo do faseamento

  • Não existe interesse político, a obra leva 7 anos para a inauguração e o mandato do governador é de 4 anos. Corrobora também que o PSDB não ganha na Capital do Estado. E assim caminha a humanidade…

  • Aonde fica a estação Praça da Bandeira na L3 ?
    Pelo que sei, existe hoje, a estação Anhangabaú que é do lado da praça da bandeira.
    Matéria interessante, mas
    Talvez haja informação desconexa…

    • Fazendo isso você mata a extensão dela da Praça da Bandeira até Campo Belo e a extensão da linha 4 além da Luz. è mais vantajoso tem a L19 assim atendendo regiões novas. A L4 também ficaria livre par para expandir tipo para Vila Maria por exemplo.

      • Eu tenho q discordar em alguns pontos. A linha amarela possui ligação em todas as linhas mencionadas, tirando a L5, porém que é compensada pela L17, L2 e L1, quem possuem integração para linha lilás. A chegada pela região da Luz já torna muito mais benéfica a locomoção, pois teria uma rápida integração ao centro pela estação República (que fica a menos de 1km da estção Anhangabaú e desta possível futura estação Praça da Bandeira) e uma viajem mais rápida para a região da Paulista e Morumbi, além de fazer a integração com a linha das universidades, a L6.
        Eu não consigo enxergar como a L19 indo até Campo Belo é benefico, tendo em mente que a linha em questão não iria fazer uma ligação com a Zona Norte de São Paulo e a L5 já é bem atendida pela L1 e L2 (eu acredito e imagino que alguém que more em Tucuruvi não vá pegar a L19 para ir até a L5).
        Tirando o fato de que a estação da Luz já opera em seu ápice, seria muito mais barato e vantajoso se essa linha fosse uma extensão da L4 em meu ver.

      • Se fosse pra atender a mais regiões, não precisava ser na estação São Bento, ao invés disso, a estação Tiradentes seria mais razoável. Na ZN não há qualquer integração ferroviária – e isso desafogaria a a linha 1 até a estação da Sé.

        Seria muito bom ter alguma na altura da estação Santana ou mais ao norte.

  • Acredito que seria mais interessante, mais barsto e mais rápido uma Linha de Metro/CPTM via Superficie nas Marginais Tietê ligando Estação Engenheiro Goulart até a Estação Ceasa da CPTM .Vc ligaria com todas as Linhas atuais de Metrô e da CPTM, além de acesso ao Aeroporto GRU.

  • Bom seria se as obras iniciaram e estao paralizadas fossem retomadas linha6 laranja linha 15 prata ate sao mateus linha 17 ouro e linha 2 verde ate a dutra pra dps pensar em novas linhas estao querendo abracar o mundo mas se o governo tiver condicoes de tocar todos esses projetos va em frente !!!

  • Pq as estações por aqui tem q ser tão grande por fora? No mundo todo existe apenas uma escada q da acesso ao metrô. Aqui são erguidas construções enormes em cada estação. Pq?

    • Um dos motivos é acessibilidade: elevador e escada rolante. tem lei referente a isso. E construir fora da estação as salas técnicas/equipamentos são mais barato que construir no solo.

  • Oi
    Na minha opinião, essa obra seria uma das mais importantes de toda linha metroviária, pois iria ligar as regiões dos dois aeroportos de São Paulo e com maior rapidez. Já o trem da linha 13 Jade é uma piada para os da região de Cumbica e para os que querem acessar o aeroporto, devido constrangimento de descer do trem, andar por uma passarela e com bagagem, ter que pegar um ônibus do GRU para poder chegar nos terminais. É tão difícil assim fazer as estações na frente do aeroporto? Que politicagem imbecil é essa que não atende ninguém? Quem conhece lá sabe que não tem nada naquele local…de um lado só mato ao lado da rodovia, e do outro o empresas de logística ligadas a aviação. Por isso ratifico, que a linha 19 Celeste seria mais rápido e mais inteligente para o cidadão chegar aos dois aeroportos. Só que o aeroporto não fica no Bixiga, é necessário que se aprove de uma vez o projeto completo até o Campo Belo, para que também ajude a desafogar a linha verde, para que não se torne uma linha vermelha. Aliás, desafogaria a linha vermelha se construísse logo a linha 16 Violeta e a linha 21 Onix. Dinheiro sempre tem, é só perguntar para onde foram os desvios da linha lilás, etc.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??