CPTM Linha 13

Doria avalia estender concessão da GRU Airport para viabilizar People Mover da Linha 13

Reunião de Secretariado no Palácio dos Bandeirantes - Avaliação da extensão da concessão da GRU para viabilizar People Mover
Reunião de Secretariado no Palácio dos Bandeirantes

Em coletiva de imprensa após a reunião de secretariado no Palácio dos Bandeirantes, o Governador João Doria e o vice-governador e secretário de Governo Rodrigo Garcia, confirmaram para o Ferroviando que umas das alternativas para viabilizar o People Mover da Linha 13 Jade da CPTM até o Aeroporto Internacional de Guarulhos é a extensão do prazo de concessão da GRU Airport. Confira:

Ferroviando: “como o contrato de concessão da GRU Airport foi assinado e não foi previsto a contrapartida do People Mover da Linha 13 Jade da CPTM, a alternativa é aumentar o prazo de concessão para que a GRU Airport faça a construção do People Mover? Não vejo outra alternativa”

Doria: “Você mostra conhecimento sobre o assunto. Esse é um dos dos temas da nossa pauta de reunião semana que vem com a GRU Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos. Vamos dissecar isso. É uma das alternativas sim. É a mais barata, econômica e mais rápida que a extensão – que deveria ter sido feita. Também não adianta fazer uma crítica ao passado sem olhar para o presente com uma solução rápida, eficiente, funcional e a de menor custo possível. Provavelmente após essa reunião já tenhamos uma visão mais clara para apresentar. O Rodrigo Garcia vai complementar.”

Rodrigo Garcia: “a extensão da concessão depende do Governo Federal. Na reunião de ontem ficou claro para o Governo Federal a necessidade de darmos uma alternativa ao passageiro para acessar o Aeroporto de Guarulhos via trem, que foi construído e bancado pelo Governo de São Paulo. Ou com uma extensão da concessão, que é uma maneira mais rápida e fácil de levar o acesso aos terminais ou se isso não for eventualmente possível, não for uma decisão do Governo Federal, o Governo do Estado vai buscar uma solução para o passageiro. Essa é a determinação do Governador. Acredito que em poucas semanas será apresentada a nova solução escolhida por ambos os governos para que possa iniciar a sua execução. Rapidamente essa decisão será tomada pelo Governo de São Paulo com o Governo Federal”

Doria complementa: “nós estamos observando duas alternativas com um pouco mais de ênfase alem do que você colocou, que é a passarela móvel (esteira rolante). São as duas alternativas que estão sendo analisadas para fazer essa interligação”

People Mover

People mover é um sistema de transporte de baixa capacidade para transporte de passageiros. Outros Aeroportos usam o mesmo sistema. Até na Disney!

Conclusão

Enfim teremos a tão aguardada integração da Linha 13 Jade da CPTM com o Aeroporto Internacional de Guarulhos?

Lembrando que o monotrilho da Linha 17 Ouro possui um túnel de integração por baixo da Av. Washington Luis (continuação da Av. 23 de Maio) que sairá diretamente no saguão do Aeroporto de Congonhas na Zona sul de São Paulo. Seria lamentável Cumbica também não ter uma integração melhor.

Vamos continuar acompanhando essa questão!

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

14 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • O pessoal que utiliza o Aeroporto ainda não viu o trem como uma ideia funcional para deslocamento. Obviamente que isso passa pelo fato de ser um serviço recentemente implementado e ao fato da distância que existe entre a estação final e os terminais. Porém, a ideia da renovação da concessão é um tanto quanto equivocada. Mal chegamos a 1/3 da concessão (teve início em 2012 com prazo de 20 anos) e já falam em prorrogação!?

    A ideia, ao meu ver, traz inúmeras vantagens para a GRU Airport e benefícios mínimos ao Estado e União. É de se lembrar que o projeto da Linha 13 – Jade é muito anterior a concessão, sendo que um dos motivos do atraso foi o fato de que a própria GRU Airport não permitiu que fosse realizada a construção da estação no melhor ponto, por conta de um empreendimento que alegava que seria instalado no local.

    A GRU Airport faz com que seja ventilada esta ideia de renovação da concessão de forma antecipada, mas a construção de um serviço de monotrilho já havia sido ventilado por ela muito antes disso. Porém, agora eles querem uma solução para um problema que eles mesmo, em parte, criaram.

    O maior interessado na construção de um serviço de integração deveria ser a própria GRU Airport que se assim fizesse, com certeza conseguiria puxar uma demanda muito maior de vôos para seu aeroporto.

    Por fim, as proposta oferecidas para solucionar são, ao meu ver, pouco plausíveis. O deslocamento é considerável entre alguns dos terminais e um serviço como uma passarela móvel teria um custo elevado, seja para ser construído ou mesmo para manutenção. A ideia do “People Mover” é algo que deve ser bem pensado, devendo ser uma estrutura fechada e sabendo que deverá ter eficiência para comportar um público de um trem com grande capacidade.

    A ver cenas dos próximos capítulos.

    • Lucas, parabéns pelo seu comentário, disse fato real. Culpada de tudo esse transtorno é a Gru Airport, modificando o projeto da estação para quase 2km de distância do terminal 2, alegando na época que pra nós (usuário) “hoje” seria boa a estação no projeto original, agora pra eles visando o futuro distanciaram a estação 2km. No meu entender acho que a Gru Airport pretendia ou pretende voltar com o projeto da 3a pista, no entanto afastou a estação dos terminais. Na minha opinião, não tem nada a ver o estado se envolver com erro de um concessionária que garantiu construir o monotrilho e não deu com a palavra, agora, querem pegar carona com os sentimentos do estado, investindo dinheiro público na área privada.

  • Alguém teria dúvida de que quando o projeto foi feito já foi deixada esta brecha para contemplar outra maracutaia. Igual a linha Amarela no Rio de Janeiro que teve prorrogação na concessão para construção da alça de acesso a Avenida Brasil. Algum engenheiro bem intencionado faria um projeto de três de aeroporto que não chega até ele ou uma linha amarela sem bom entroncamento com a Avenida Brasil.. Só bobo para acreditar.

  • Se o Dória fizer mesmo isso e também o trem inter-cidades e dinamizar as obras do metro, será um excelente governo! Neste quesito o governo Alckimin foi bem ruim…

  • De fato, tudo muito bizarro sob vários aspectos. Com a precariedade da conexão que o serviço oferece, custa-nos acreditar!! Quem será que aprovou o projeto na forma que ficou ou, a quem interessaria esta configuração vergonhosa? Para que afinal uma linha ferroviária que impõe ao usuário passarelas super extensas e, pior, o uso de um ônibus que, às vezes, custa chegar?
    Depois de tanto gasto, ter que fazer ajustes para permitir o acesso fácil dos passageiros e trabalhadores a seu local de destino representa novamente um risco altíssimo de ainda mais erros.
    É extremamente bizarro ter que remendar uma obra desta envergadura com um outro projeto.
    Ideal mesmo seria a linha 13 obter uma continuação de seu traçado até o Aeroporto propriamente dito e, depois, rebatizar a estação atual com um nome menos vergonhoso, mais fiel e verdadeiro.

  • Pelo histórico do Dória, como um bom marketeiro, começou de mandato ele trás a solução pra tudoe vende a magia da Disney para o povo, em especial com as PPPs que até hoje nunca sairam do papel. Vamos ver. Metrô e trens metropolitanos dependem de investimento público. Nenhuma empresa vai gastar bilhões para ter um retorno e 20 ou 30 anos. Infelizmente, confesso que não boto fé.

  • É uma solução a toque de caixa; o ideal era uma estação no aeroporto a fim de integrar realmente os modais de transporte. Dessa vez, a incompetência foi da GRU Airport que não permitiu a construção da estação. É fundamental sim a ligação da linha Jade ao aeroporto, porém rezo que o Doria não use tal situação como pretexto para esquecer de ampliar a linha Jade para o Arujá e Vila Mariana(ou Chácara Klabin).

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??