Linha 5 Metrô

Carta aberta a Bombardier

Portas de plataforma da Estação Santa Cruz da Linha 5 Lilás
Portas de plataforma da Estação Santa Cruz da Linha 5 Lilás

Bombardier, na boa, o que está acontecendo? Eu sei que você nos acompanha por isso escrevo essa carta.

A instalação das portas de plataforma é um dos projetos da Linha 5 Lilás que está mais atrasado do que qualquer outra coisa. A Estação Brooklin foi inaugurada pelo Metrô em setembro de 2017, quase 2 anos atrás. As Estações Santa Cruz, Chácara Klabin e Hospital São Paulo em setembro de 2018.

E quando finalmente entra em operação, inclusive no horário de pico, vemos falhas constantes na Estação Santa Cruz. Ou as portas ficam abrindo e fechando sem motivo aparente. Ou demoram para abrir atrasando a saída dos usuários.

Nas falhas do CBTC, o agente de segurança da concessionária ViaMobilidade tem que desativar as portas manualmente uma por uma, correndo que nem doido pela plataforma.

Oras, o modo backup/contingência não deveria automaticamente detectar a falha do CBTC e sem ação nenhuma de uma pessoa operar em modo de contingência?

Veja no vídeo, após o alinhamento do trem, o painel (PCM) fica vermelho, ou seja, falha geral!


Estou realmente preocupado com a qualidade, confiabilidade e eficácia do sistema de vocês.

É falta de autorização de acesso as estações pela concessionária ViaMobilidade? Ou alguma questão de falta de pagamento com o Metrô? Qual é o problema? Essa falta de transparência não faz sentido!

Se é falha de alguma empresa, aponte. Esse “acordo de cavalheiros”, que eu sei que existe, para ninguém falar mal de ninguém é inaceitável.

Espero que vocês façam um artigo/apresentação na 25ª Semana de Tecnologia Metroferroviária da AEAMESP sobre esse projeto.

Senão, talvez, prestarem contas na Assembléia Legislativa via requerimento de informação ou quem sabe nas comissões que tratam de transporte e infraestrutura (FTRAM, CTC, CI)

E cade o cronograma das portas de plataforma que está em revisão eterna e nunca é divulgado?

Do jeito que está não dá!

Aguardo uma resposta.

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

6 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

    • Interessante não deixar seu nome nem e-mail. Passa lá na estação e vai ver as portas fazendo 2 ciclos de fechamento depois das portas do trem estarem fechadas. Vai ver que demoram uns 3s para abrir mesmo depois das portas do trem já estarem abertas. Não adianta defender. Quem usa a linha sabe dos problemas. Inversão de mapa dinâmico é outro. coppilot não atuando sozinho. Está claro que está com muitos problemas. Quer desmerecer o que foi dito, faça contra argumentando tudo isso. Não defenda quem está errado.

  • A demora das portas do trem e da plataforma pra abrir é muiiiiiiiiito grande……Um absurdo a perda de 4 segundos em cada estação de produtividade….Mais de 2 minutos por volta…..acumulando a cada viajem que poderiam ter mais viagens menos cheias.

    E que avamcem a instação das portas de plataforma….Mais segurança para os usuários.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??