Linha 1 Linha 2 Linha 3 Metrô

Edital das portas de plataforma das linhas 1, 2 e 3 do Metrô será publicado em 1 mês

Estação Sacomã da Linha 2-Verde

Conforme prometido pelo presidente do Metrô, Paulo Menezes Figueiredo, em janeiro/2018, foi iniciado hoje o processo licitatório para aquisição e instalação das portas de plataforma (PSD) das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha

Na estreia do blog Ferroviando, fomos até a Audiência Pública realizada pelo Metrô no Instituto de Engenharia localizado na Av. Dr. Dante Pazzanese, 120 – Vila Mariana.

A audiência começou com a palavra do Diretor de Operações do Metrô de São Paulo, Milton Gioia Júnior:

“iniciaremos o processo licitatório a partir de hoje com a audiência pública. Nosso prazo estimado para emissão do edital é algo em torno de 1 mês e nossos trabalhos deverão começar no início de 2019.”

Sobre o motivo do projeto ele explica:

“o cenário mudou, a operação do Metrô mudou, nosso usuário mudou. O número de invasões a via aumentou significativamente nos últimos anos. Isso acaba comprometendo o desempenho da operação comercial. Fizemos diversos estudos, análises, debates. Também consultamos os principais metrôs do mundo e chegamos a conclusão que a solução é a instalação de portas de plataforma. Ela melhorará a segurança do nosso usuário. É uma melhoria significativa que estamos trazendo a nossa população.”

No escopo estão previstas ao todo 88 fachadas, distribuídas em  15 estações da Linha 3-Vermelha, 21 para a Linha 1-Azul e 2 para a Linha 2-Verde.

O cronograma

O prazo do contrato é de 56 meses, sendo 44 meses do cronograma de execução e 12 meses para desenvolvimento de projetos executivos e aprovações pelo Metrô.

A estimativa do Metrô é que a instalação de apenas uma fachada demoraria 2 meses. Esses dados foram calculados com base na disponibilidade de acesso a plataforma após o horário comercial, que será da 01:30 às 3:45 da madrugada (25 horas semanais para execução do trabalho). Cada fachada precisaria de 48 acessos a plataforma, portanto no exemplo dado pelo Metrô, uma estação com 2 fachadas teria a instalação completa em aproximadamente 4 meses.

Um detalhe importante informado é que ao início da fabricação das portas de plataforma, também deve-ser iniciar as adequações civis e de elétrica nas estações. Sem isso não será possível cumprir o prazo de 56 meses.

Características das PSDs

  • Sistema padrão em todas estações sob o escopo do fornecimento
  • Portas com 2,10 m de altura (mínimo)
  • Integração com sistema de Sinalizção
  • Sistema auxiliar back-up de controle automático
  • Sensor de presença de pessoas no vão entre os trens e a PSD
  • Padrão SIL 3 de segurança com comprovação de análise
  • Montagem modular
  • Informações de estados e alarmes no Centro de Controle
  • Ser possível instalação de equipamento multimídia (fora do escopo) nas PSD para divulgação de informações operacionais ou publicitárias
  • Fornecimento de portas completas para validações do projeto, testes e treinamentos nos pátios das linhas 1 e 3, com possibilidade de simulações de cenários operacionais e de manutenção
  • Todos os painéis devem ser móveis para permitir acesso a quaisquer portas ou sistemas de trens sempre que necessário (não deve haver painéis fixos)
  • No caso de emergência deve ser possível a saída de todos os usuários dos trens, independentemente da posição de sua parada na plataforma
  • Transparência mínima de 70% nas áreas das fachadas
  • Mecanismos e dispositivos elétricos e eletrônicos deverão estar na parte superior dos módulos das portas

Estações do escopo

Na linha 2, apenas as estações de ponta,  Jabaquara e Tucuruvi, não terão as portas de plataforma. Já na linha 3 não terão nas estações Palmeiras-Barra Funda e Corinthians-Itaquera, ambas também de ponta.

Uma estação com apenas uma plataforma (esquerda e direita) usará 2 fachadas, conforme detalhamento abaixo:

Fachadas por estação (Metrô)

Não foi explicado porque as pontas das linhas não terão as PSD. Deixamos algumas perguntas na audiência pública que serão respondidas até dia 08 de junho. Atualizaremos as informações assim que disponível.

Conclusão

Esperamos que esse contrato seja cumprido pela ganhadora da licitação e que não ocorra o mesmo com o contrato da Bombardier da Linha 5-Lilás, em que a implantação das PSD nas estações no trecho antigo estão 3 anos atrasadas e como o contrato da Trends Poscon da Linha 3-Vermelha que foi suspenso em 2011.

A boa noticia é que na Linha 5, contrato da Bombardier, já está sendo instaladas as PSD em Santa Cruz e logo mais em Chácara Klabin. A grande dúvida é o que acontecerá com a restantes das estações.

Acompanhe também o blog Ferroviando pelo Facebook

 

 

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

4 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Boa tarde estou muito feliz por mais um canal de informação para populaçã.
    Tenho uma dúvida e gostaria que o site me ajudasse a esclarecer, o metrô de SP divulga mensalmente vídeos das obras,porém nunca divulgaram um vídeo interno da estação chácara Klabin sabe qual o motivo
    Givanildo de Osasco
    Um abraço

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??