CPTM Linha 10 Linha 11 Linha 12 Linha 7 Linha 8 Linha 9

CPTM publica edital para reduzir vãos das plataformas

Borrachões instalados

A CPTM divulgou hoje o edital para contratação de empresa especializada para execução de serviço de fornecimento e instalação de dispositivos redutores de vãos de plataforma – também chamados de extensores ou complementos de plataforma.

O prazo de execução dos serviços é de 18 meses contados a partir da ordem de serviço que será emitida 15 dias após a assinatura do contrato.

Em 2014 foram instalados protótipos de borracha na plataforma 5 da Estação Palmeiras – Barra Funda e em 2015 foi feita a retificação de gabarito de via da plataforma 7. E em janeiro de 2018 foi instalado o complemento na plataforma 4 da Estação Luz.

Agora a ideia é reduzir os vãos de 20 plataformas da CPTM:

  • Estação Brás e Estação Tatuapé da Linha 11 Coral
  • Estação São Miguel Paulista da Linha 12 Safira
  • Estação Osasco da Linha 8 Diamante
  • Estação Santo Amaro da Linha 9 Esmeralda
  • Estação Luz e Estação Palmeiras – Barra Funda da Linha 7 Rubi
  • Estação Prefeito Celso Daniel – Santo André da Linha 10 Turquesa

A CPTM no edital diz que quando o espaçamento entre o estribo e a borda da plataforma for igual ou inferior a 15 cm, serão usados dispositivos redutores de vão do tipo flexível – a exemplo dos já instalados nas Estações Luz e Brás.

Quando a distância for maior que 15 cm, alem dos complementos flexíveis, deverão ser também instalados complementos rígidos (na cor cinza) – exceto na plataforma 3 da Estação Brás: “além das atividades mencionadas, contemplará o reforço e adequação da plataforma provisória ficando sob responsabilidade da Contratada a sua recomposição estrutural

Os serviços serão executados em horário noturno.

Detalhamento por Estação e por plataforma:

CPTM-vãos-plataforma

Repare que na Estação Santo Amaro, como a plataforma é em curva, o vão entre o trem e a plataforma é bem notável.

Plataforma em curva da Estação Santo-Amaro

Os maiores vãos

Valor máximo determinado pela ABNT (NBR 14021) é de 10 cm, mas algumas estações ultrapassam e muito esse valor:

Aracaré: 46 cm
Antônio João: 41 cm
Itaquaquecetuba: 41 cm
Vila Clarice: 39 cm
Osasco: 39 cm
Rio Grande da Serra: 34 cm
Presidente Altino: 34 cm
Lapa: 34 cm
Calmon Viana: 30 cm
Francisco Morato: 30 cm

A ideia é reduzir o vão das plataformas de todas as estações para se adequar a norma e garantir maior segurança aos usuários. Nesse momento somente as estações supracitadas é que terão os “borrachões” instalados.

Mais um projeto para nosso guia de obras e projetos.

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

3 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Vai c ***** CPTM vcs tem q se preocupar em por aqueles trem parados em seus pátios colocar mais funcionários , e promover concurso digno não abrir uma vaga em cada concurso

  • Na minha opinião, certas plataformas tem q ser refeitas igua a VILA CLARICE (7 RUBI) sentido Luz não tem só um VÃO na. Plataforma tem um DEGRAU, as estações da linha 8 DIAMANTE os vão são imensos, logo o correto era realmente refazer mtas dessas plataformas msm e adequar ao padrão atual, mas acho q isso só vai acontecer qnd alguém se acidentar e mídia meter o bedelho

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??