CPTM Linha 13

GRU Airport inicia processo de escolha do sistema que ligará a Linha 13 da CPTM ao Aeroporto de Cumbica

Estação Aeroporto da Linha 13 Jade da CPTM
Estação Aeroporto-Guarulhos (GESP)

Foi divulgado ontem no site da GRU Airport , a chamada para interessados em participar do processo de seleção do sistema de transporte que fará a ligação da Linha 13 Jade da CPTM com os Terminais do Aeroporto de Cumbica em Guarulhos.

GRU Airport, CONCESSIONÁRIA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS S.A., informa que realizará o processo de seleção do sistema de transporte automatizado de passageiros entre a Estação Aeroporto da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e seus terminais de passageiros. Os interessados em participar do certame deverão realizar o cadastro pelo e-mail sourcing@gru.com.br até a data de 07/06/2019 informando nome da empresa, dados da pessoa responsável e apresentação institucional da empresa e da solução a ser ofertada.

Na última terça-feira, 28, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o Governador João Doria, o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, anunciaram a ligação por monotrilho dos 3 terminais do Aeroporto de Cumbica com a Linha 13 Jade da CPTM com previsão de funcionamento para maio de 2021.

A previsão é que as obras comecem em setembro de 2019 com a emissão da ordem de serviço.

Os grandes cotados, na minha opinião, para o sistema são o Aeromóvel, tecnologia nacional e o Skyshuttle, da BYD Brasil.

Confiram as duas soluções:

Avatar

Fernando Galfo

É engenheiro por formação e entusiasta de obras de mobilidade urbana. Utiliza transporte individual na maioria das vezes mas acompanha e sabe da real e urgente necessidade de investimentos em infraestrutura e principalmente em transporte público aliadas com políticas públicas de redução da pendularidade do sistema de transportes

14 comentários

Clique aqui para deixar um comentário

  • Gostaria muito de ver a solução aplicada em Porto Alegre, tecnologia nacional, no Aeroporto de Guarulhos. Demorou a solução e espero vê-la concretizada.

  • Porque o mesmo novo trem da série 2500 da CPTM, não pode ser o trem de ligação até os terminais do aeroporto? Partida aeroporto até o Braz e Luz. A obra seria só de engenharia p/ levar o trem até os terminais. O que acha Fernando Galfo?

    • Claudia, você esta correta.

      Fazer baldeação com bagagens e mala é algo que além do desconforto é perda de tempo não importa a qual seja, só quem usa o transporte individual sabe disto!

      O responsável por esta lambança é quem fez o contrato de licitação do aeroporto para quem é mais importante o faturamento $$$$$ do local com lojas, que servir ao usuário.

  • Antes de cometer esta insanidade aconselho o Governo de São Paulo, que visitem o sistema aeromóvel instalado em Porto Alegre. É uma gambiarra Tecnológica.

  • Beleza. Fica faltando só um sistema de trens ligando os três principais aeroportos paulistas e o VLT no centro da capital para finalmente São Paulo sair do atraso dos ônibus.

    • Congonhas terá um acesso direto no saguão pela Estação Congonhas da Linha 17 Ouro. Um túnel ligará a estação até o saguão, por baixo da Av. Washington Luís

  • Prezado Fernando,

    Inicialmente entendo que se utilizar o termo “Ligação por monotrilho” dos 3 terminais do Aeroporto de Cumbica com a Linha 13 Jade da CPTM está incorreto, até poderia ser chamado de “Aerotrem” ou “People Mover”, conforme apresentação da BYD que se assemelha ao monotrilho, porém com as rodas pneumáticas guias viradas para fora, ao contrário do sistema da Linha 15-Prata Bombardier, e o da Coester que utiliza rodeiros iguais sobre trilhos da aço além de chaveamento de mudança de vias mais simples, tratando-se de um trem elevado, iguais as linhas de trens e Metrôs.

    Uma vez que o prolongamento que seria o correto no meu modo de entender da Linha 13-Jade esta descartado, por falha de planejamento, e se tenha que escolher outra opção, e para se evitar o que ocorre hoje no terminal Vila Prudente em que as Linha 2-Verde possui terminação em topo com o monotrilho da linha 15-Prata, e que já esta sendo mudado sem possibilidade de integração e interpenetração.

    Por estas ponderações entendo que a opção de se utilizar um sistema que se assemelha ao utilizado pela Linha 13-Jade com trilhos em bitola de 1,6m que poderá ter terminações em topo na estação de transição com transbordo em linha nesta estação, além de se utilizar materiais padronizados, sem dar exclusividade a um único fornecedor, algo que só quem trabalha em engenharia, e com custos em suprimentos e prazos sabe como isto é importante.

    Destas conclusões entendo que o modelo apresentado pela Coester / Siemens seja o mais indicado, não significando que se tenha que adquirir deste fabricante.

Follow on Feedly
error: Hum, não vale copiar né??